Cabeçalho
Conteúdo
 
Inicio

Atau Tanaka e Adam Parkinson

Versão para impressão PDF
Objecto de desejo da sociedade de consumo, tendo como uma das funções complementares ao uso telefónico o poder ouvir-se música, nas mãos desta dupla o iPhone torna-se no equivalente de um violino, por exemplo, no contexto da música de câmara. Os acelerómetros que funcionam como sensores de contacto para rodar fotos permitem a Tanaka e Robinson produzir sons a partir de gestos desenhados no espaço. O ecrã de toque, pensado para manipular texto (scroll, zoom, etc.), torna-se numa interface gráfica reconfigurável, com controlos para síntese em tempo real.

O iPhone destes dois artistas sonoros é o equivalente a um laptop nas suas operações de armazenamento de sons, processamento de sinal, granulação, output áudio e o mais, com a diferença de que todas essas virtualidades surgem num pequeno e insuspeito aparelho. Um dia, o planeta Terra será como uma ervilha…



quinta 27 das 19h às 23h  | sexta 28  das 19h às 21h | IPA - Espaço Atmosferas

iPhone / iPod Touch instrument WORKSHOP

Preço: 75€  | Preço sócios Granular, alunos e parceiros IPA: 60€ | número mín. e máx. de inscrições: 6/12

Inscrições até 22 de Outubro para Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar



Transforme a sua iThing num instrumento sensor personalizado!

Este workshop propõe-se transmitir aos alunos a capacidade de desenvolverem os seus próprios instrumentos sensores com a sua iThing, sem a necessidade de adquirirem uma licença, aprenderem código ou tornarem o seu telefone ilegal.

O iPhone é um ícone da nossa sociedade de consumo. O uso destas iThings é apertadamente controlado pela Apple, que apenas permite a existência de certas aplicações no mercado. Desenvolver aplicações requer um conhecimento de programação de que a maior parte das pessoas não dispõe, bem como um licenciamento da Apple. Muitas das aplicações musicais existentes são inflexíveis, prendendo o utilizador à ideia de expressão musical que outros têm. Regra geral, estes objectos tocam música utilitária, e é desse modo que muitos ouvintes interagem com eles: o seu imenso potencial mantém-se irrealizado. Acreditamos, porém, que o iPhone proporciona um novo paradigma para a performance digital pós-laptop, e este workshop dará a quem se interessar as ferramentas necessárias para concretizar aquilo que este tipo de dispositivos permite fazer.

Pessoas com as mais diversas capacidades poderão frequentar o workshop. Quem não tem experiência com Pure Data poderá, ainda assim, modificar os patches existentes e torná-los em instrumentos sensores, o que é meio caminho andado para entrar nos domínios do Pure Data. Aqueles que têm conhecimentos nesta área poderão, por sua vez, saber muito depressa como desenhar os seus próprios patches e corrê-los no iPhone. Faremos questão de que todos fiquem a saber onde procurar na Net o apoio das muitas comunidades online que utilizam Pure Data.


[Atenção: Todos os participantes devem trazer: iPhone ou iPod Touch; laptop (OSX/Windows); auscultadores]



AtauTanaka é um veterano da arte sonora electrónica, especializado na manipulação de artefactos munidos de sensores de movimento e de infra-estruturas em rede sem cabos, sempre com utilização de programas informáticos open source. No seu currículo destacam-se o trio que formou com Zbigniew Karkowski e Edwin van der Heide nos anos 1990, a Sensorband, e as colaborações que manteve com Merzbow (Masami Akita), Otomo Yoshihide e KK Null, no âmbito do chamado noise.

Adam Parkinson tem incidido a sua actividade na electrónica improvisada e na música de dança, em ambos os casos com um enfoque experimental, sendo sua “imagem de marca” a presença de subgraves imersivos e de glitches com ritmos quebrados. Toca habitualmente com figuras como Rhodri Davies, Gwilly Edmondez e Mariam Rezaei, seja em contextos de abstracção textural como nos domínios do techno, do hip-hop e do disco-pop.

[www.ataut.net/site | www.myspace.com/manwithfeathers | www.youtube.com/watch?v=cFxB-WbLVB0]



Morada IPA | Rua D. Luis I, 20 D, Lisboa (Santos/Cais do Sodré) | www.ipa.univ.pt

Apoios ETIC | APMP | INDUSCRIA

Para a deslocação de Atau Tanaka e Adam Parkinson  a Lisboa, a Granular colaborou com o Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM) da FCSH/ Univ. Nova de Lisboa.