header_instituto
Conteúdo
 
Inicio Projecto Educativo

Projecto Educativo

Versão para impressão


Há uns anos atrás ter uma licenciatura era uma garantia de emprego. Agora é condição o mestrado. A seguir será o doutoramento. Vivemos um processo de inflação das qualificações académicas sem uma real adição de valor. Em qualquer actividade profissional, mesmo com os níveis mais elevados de escolaridade, apenas uma minoria desenvolve fluência no "pensar eficaz", aquele que, para além do pensamento instalado, recomeça, descobre, inventa, transforma, inova, antecipa, gera.

Esta situação exige uma mudança que implica uma diferenciação das escolas. Devem existir escolas de excelência a todos os níveis: na investigação pura e na especialização, mas também outras mais orientadas para a profissão e aplicação do conhecimento. E, sobretudo, é necessário introduzir alterações profundas no ensino superior. Este tem que “dar mundo” e privilegiar a aprendizagem dos fundamentos técnicos e científicos através de um ensino de imersão.

O ensino superior politécnico nasce essencialmente para responder a estas carências e apresenta como ferramentas essenciais a interdisciplinaridade (poli) e o aprender fazendo (técnico). Em todo mundo é reconhecido como um ensino de primeira linha (École Polytechnique de Paris, Politecnico di Milano, New York Polytechnic Institute, etc.).

O IPA oferece uma experiência de aprendizagem interdisciplinar e colaborativa que apetrecha os nossos diplomados com a capacidade de resolver problemas complexos, focando o programa à volta de projectos reais com resultados tangíveis.

Os nossos alunos aprendem fazendo – pesquisando e desenvolvendo ideias originais num contexto comunitário realista – com o total apoio, orientação e recursos da escola. Ao longo do ano, os alunos envolvem-se em processos de pesquisa, análise, conceptualização, proposição, visualização, experimentação, teste, revisão e apresentação de ideias no domínio público.

Os projectos cobrem um largo espectro de práticas criativas de várias disciplinas nos três sectores fundamentais da inovação – Artes, Ciência e Negócio – de que resultam intervenções que podem incluir podcasts, vídeos, publicações, exposições, espectáculos, protótipos e conferências.

Os alunos são estimulados por pensadores de todo o mundo, orientados pelos melhores profissionais e académicos, e colaboram com empresas nacionais e internacionais. Aprendem metodologias criativas, processos integrados de concepção e as melhores e mais inovadoras práticas.

Gostaríamos de habilitar os nossos alunos a pensar o tipo de sociedade de que querem fazer parte, ensiná-los a utilizar os seus talentos e capacidades para ajudar a criar a mudança que gostariam de ver e dar-lhes as competências para realizar os seus sonhos.